Você está visualizando atualmente Por que se preocupar com a Segurança de Aplicações?

Por que se preocupar com a Segurança de Aplicações?

  • Categoria do post:Segurança

A segurança de aplicações tem se tornado uma preocupação cada vez mais relevante para empresas, uma vez que as organizações são cada vez mais dependentes de sistemas e aplicativos para suas operações diárias.

No entanto, junto com essa dependência vêm a atenção e o interesse de criminosos cibernéticos, surgindo a necessidade de proteger esses ativos digitais contra possíveis ameaças.

Neste artigo, vamos analisar os principais motivos pelos quais é fundamental para as empresas se preocuparem com a segurança de aplicações (AppSec) em suas operações.

O que é AppSec ou Segurança de Aplicações?

A AppSec refere-se às práticas e tecnologias utilizadas para identificar e corrigir vulnerabilidades em aplicações web, móveis ou corporativas.

Essas vulnerabilidades podem ser exploradas por hackers para ganhar acesso indevido aos sistemas, roubar informações confidenciais ou até mesmo causar danos significativos à reputação da empresa.

O processo básico de AppSec é um processo completo, que envolve diversas ações, uma delas sendo a execução de pentests, ou testes de intrusão, entre outras medidas.

Por que se preocupar com AppSec?

As empresas são cada vez mais dependentes de diversas aplicações, o que significa que elas são cada vez mais vítimas de tentativas de invasão. Dados da Gartnet, por exemplo, revelam que 75% dos ataques tentam explorar vulnerabilidades em aplicações.¹

Um outro dado, esse do State of Software Security da Veracode, mostrou que mais de 80% das aplicações testadas no estudo apresentavam ao menos uma falha de segurança.²

Tudo isso evidencia que a integridade e proteção delas deve ser uma prioridade.

Como garantir a Segurança de Aplicações?

Não existe um manual para a AppSec. Entretanto, como mencionamos anteriormente, a Segurança de Aplicações é um processo.

AppSec - Segurança de Aplicações

Isso significa que ela não envolve apenas um tipo de medida ou de teste, muito pelo contrário: assim como em outros casos, a medida mais eficaz é a criação de uma postura abrangente e proativa, de preferência que ocorra ao longo de todo o ciclo de desenvolvimento (como a metodologia Shift Left sugere).

Os testes de segurança são uma das principais ferramentas utilizadas nesse contexto.

Mas é importante ressalvar que a AppSec vai além dos pentests simples. Neste caso, são utilizadas tecnologias avançadas, como DAST (Dynamic Application Security Testing) e, em alguns casos, SAST (Static Application Security Testing), que permitem uma análise mais profunda das aplicações.

Como construir um programa de AppSec?

A OWASP, órgão referência em cibersegurança, sugere 6 passos para a construção de um programa de AppSec³, sendo eles:

  1. Identifique as lacunas e os objetivos de seu programa AppSec

Esse é o momento de analisar quais são as suas principais necessidades, estabelecendo prioridades e selecionando quais são as principais vulnerabilidades e as principais áreas a serem desenvolvidas em um futuro próximo.

  1. Planeje-se para um ciclo de desenvolvimento seguro a partir de um Paved Road

O Paved Raod é um conceito que representa “o caminho mais fácil é também o mais seguro”. Ou seja, como simplificar e otimizar seu programa? Como tirar o máximo de seu impacto?

  1. Implemente o Paved Road com seu time de desenvolvimento

Depois de identificá-lo, conte com a ajuda dos experts em desenvolvimento do time. É importante contar com sua colaboração em todo o processo, afinal, eles são uma importante peça desse quebra-cabeça.

  1. Migre todos os aplicativos futuros e existentes para o Paved Road

Agora, utilizando o caminho escolhido, é importante garantir que todas as aplicações já existentes, e as próximas que virão, passem a seguir esse mesmo padrão. Isso irá garantir uma proteção mais completa e padronizada.

  1. Avalie se o Paved Road mitigou os problemas encontrados

Avalie a eficácia do caminho escolhido, verificando se ele está atingindo aqueles objetivos e prioridades definidos lá na primeira fase.

Converse com o time e analise dados para chegar a uma conclusão. Se necessário, faça ajustes.

  1. Continue construindo seu programa AppSec para que ele fique mais maduro

Continue investindo tempo e atenção no desenvolvimento do programa AppSec, para que ele evolua e torne-se cada vez mais robusto e completo.

Mesmo sendo a última, essa é uma fase essencial. Afinal, os criminosos cibernéticos evoluem constantemente, portanto, continuar se atualizando é necessário para manter-se à frente deles.

Conclusão

Em resumo, a AppSec é fundamental para proteger os ativos digitais das empresas em um mundo cada vez mais interconectado e ameaçador.

Ao adotar práticas avançadas de segurança da informação e contratar serviços especializados, as empresas podem garantir a proteção dos dados sensíveis dos clientes, evitar danos à reputação e reduzir significativamente o risco financeiro associado a ataques cibernéticos.

Portanto, preocupar-se com AppSec é uma questão estratégica crucial no cenário atual da cibersegurança. É importante buscar parceiros confiáveis que ofereçam soluções completas e integradas para ajudar na criação desse ambiente seguro digitalmente.

Conheça as soluções da Vantico em Pentest as a Service, Scan de Vulnerabilidades, Attack Surface Management, Code Review e muito mais. Clique aqui e descubra tudo que podemos fazer pelo seu programa de AppSec e pela sua empresa.

 

¹Annual Report on the State of Application Security

²Gartner

³How to start an AppSec Program with the OWASP Top 10